MENU:

- Introdução
- Tarefa
- Processo
- Recursos
- Avaliação
- Conclusão
- Destinatários



 AVALIAÇÃO


A avaliação incidirá sobre:

  • A força dos argumentos usados perante o tribunal. O tribunal determinará se as provas apresentadas são suficientemente fortes para provar quem foi o sequestrador do Rufinho.
  • A qualidade da investigação realizada, os registos das discussões e a interpretação dos resultados.
  • Análise, reflexões e conclusões dos diversos membros do grupo de investigadores.
  • No final cada grupo deve fazer uma auto-avaliação do trabalho realizado, discutindo-a
    com o (a) professor(a) e os colegas.

 

pata

Autora: Carla Morais